fbpx

Nosso Head de Tecnologia André Ferreira conta sobre utilidade de Smart Contracts no mercado energético

A expressão antiga é sinônimo de honra, mas sem dúvida um “smart contract” é muito mais seguro e inteligente para se fazer nos dias atuais.

Houve um tempo em que uma palavra valia mais do que qualquer contrato escrito. E se fosse “no fio de bigode” então, significava que ambas as partes podiam ficar tranquilas com o acordo, pois os termos de “homem para homem” seriam honrados. Mas, felizmente o mundo mudou para melhor em muitos sentidos. 

As mulheres, por exemplo, ganharam o devido e merecido espaço em todos os lugares, inclusive no mundo dos negócios, tornando sem efeito convenções culturais embutidas em frases como essas. E esse próprio mundo dos negócios, por sinal, ganhou muito com os avanços tecnológicos, em especial no que diz respeito à segurança no fechamento de contratos, que é a base do tema que discuto nesse artigo.  

Você que está me lendo, pode até ser que nunca tenha ouvido falar nessa expressão mencionada, e esteja se perguntando qual tipo de tecnologia está associada à segurança em fechamento de contratos, a que me refiro aqui. 

Me refiro àquela que consegue garantir que qualquer tipo de contrato tenham todas as cláusulas muito bem explicadas, redigidas, e com a garantia de que elas serão realmente cumpridas. Afinal, ao realizar um contrato todas as partes precisam se sentir seguras em todas as fases do processo, desde a redação até a garantia de que todas as condições sejam atendidas em todos os seus detalhes.  

É aí que entra inteligência e tecnologia, a base dos  “smarts contracts” , que são contratos inteligentes que se valem de um minucioso e seguro código de programação para evitar que o documento seja alterado, fraudado ou adulterado. O que, claro, torna o contrato extremamente confiável ao longo de sua vigência. 

Esse tipo de contrato inovador e auto executável é especialmente possível por conta da blockchain, aquela “tal de tecnologia” que temos falado em artigos anteriores dessa nossa série A gente faz assim….  

A blockchain permite descentralizar os dados e não os armazenar em apenas uma “gaveta” virtual. Realizar um contrato com a ajuda dessa tecnologia significa que as informações estarão muito bem seguras na rede, protegidas por diversas cadeias de dados. Algo muito, mas muito difícil de ser quebrada. 

Para explicar ainda melhor, basta saber que um “smart contract” é feito de diversos códigos de programação inseridos na segura tecnologia blockchain e que trazem todas as condições, negociações e cláusulas que podem ser acessadas pelas partes, mas nunca alteradas sem um novo acordo que exige a participação de todos.  

Além disso, a confidencialidade é uma parte importante do processo. E por que escolhemos essa forma de contrato? 

Posso dizer sem dúvida que essa é a forma mais segura de se fazer um contrato hoje. É por isso, que as soluções da Fohat, destinadas aos clientes que atuam na ponta de comercialização do setor de Energia, adotam exclusivamente esse modelo de contrato. E quando essa transação é realizada de forma segura, nós podemos criar regras específicas, que atendam às diferentes demandas, com transparência e solidez.  

O contrato inteligente, além de ser muito eficiente, dispensa a necessidade de cartórios, bancos, juízes ou intermediários porque é muito transparente. Além de trazer muito mais agilidade e segurança, aquelas duas palavras que são praticamente sinônimas de blockchain.  

Uma das particularidades, por exemplo, é que uma vez que o contrato esteja dentro da rede blockchain, ele não pode ser modificado. Assim, caso seja necessário fazer uma nova versão, todas as pessoas precisam estar de acordo. E todas as alterações ou fases do processo que vão acontecendo ali podem ser acompanhadas com muita transparência. 

A praticidade também é um outro importante valor agregado: o contrato pode ser fechado de forma totalmente digital por meio de um clique, mas toda a validação das regras e o acompanhamento é realizado de forma criptografada, à prova de fraude e alterações e com toda a privacidade que as empresas envolvidas precisam. Já que apenas elas podem ter acesso ao contrato.  

Transparência e segurança, portanto, são as maiores vantagens de um contrato inteligente. Além é claro, da eficiência, confiabilidade, redução de custos e praticidade.  É como se, depois dele, não há mais sentido em realizar ou fechar contratos de outras maneiras. Porque todo mundo quer a garantia de que sua palavra, regras e acordos sejam respeitados, não é mesmo?

Um contrato inteligente garante isso à medida que vai para a rede. É uma revolução automatizada que reforça exatamente o que todo mundo que faz contrato deseja: confiança. Ainda mais no universo do mercado de Energia. E nós, na Fohat, sabemos disso, valorizamos e sabemos como aplicar em nossos produtos, com total domínio.

Texto publicado originalmente em 16 de setembro de 2020 no Linkedin de nosso Head de Tecnologia André Ferreira.

fohacker

Author fohacker

More posts by fohacker

Leave a Reply

en_USEN
pt_BRPT en_USEN