fbpx

Katharine Santos, Head de Finanças da Fohat, conta como manter a roda girando numa startup depende de algumas decisões em momentos-chave

Minha experiência de mais de duas décadas em uma multinacional me fez perceber o quanto os processos são importantes para o sucesso de um negócio. Mas em uma startup, esses processos precisam estar ainda mais aliados à estratégia, ao dinamismo e à capacidade de dimensionar e mitigar riscos.

E é isso que eu faço todos os dias na Fohat. Como responsável pela gestão financeira da companhia, eu preciso ter uma visão 360 graus de todos os processos, principalmente os que dizem respeito aos investimentos e a toda verba que entra e sai da empresa.

Essa visão de “raio x” não só me auxilia a ter domínio e segurança sobre o desenvolvimento do negócio como reduz as chances de perdas para todos os envolvidos. Incluindo eu mesma. Porque a diferença de ser funcionário de uma multinacional e colaborar numa startup é que estamos todos juntos, olhando o mesmo horizonte e com o mesmo objetivo: alcançar o sucesso.

Eu sei que o sucesso, as vitórias e as conquistas têm um significado diferente para cada um, mas na Fohat sucesso é resultado. E nós medimos isso a cada etapa vencida. Ao atravessarmos a fase inicial de ideias, implantarmos nossas metas, fazermos parcerias e chegarmos ao em ponto que estamos, já temos muito o que comemorar.

Chegamos na rodada de investimento intitulada Seed, que é um patamar muito importante para uma startup. Podemos ampliar nossos horizontes e captar novos recursos com segurança, pois temos a certeza de que o nosso negócio vai transformar o futuro.

Nosso objetivo é desenvolver energia inteligente, é gerar um balcão de negócios democrático para quem quer comprar energia. No futuro, quando a sociedade puder escolher quem vai gerar, distribuir e comercializar a energia de acordo com a necessidade de cada um, nós teremos ainda mais certeza que estamos contribuindo para um mundo melhor.

E isso é o que me motiva todos os dias, pois eu acredito em um ambiente democrático e em escolhas. Oferecer opções é mais do que oferecer um serviço. Nós estamos desenvolvendo oportunidades e isso não tem preço. É isso que, para mim, faz a roda girar todos os dias. Numa startup e na vida.

Texto publicado originalmente em 14 de outubro de 2020 por nossa Head de Finanças Katharine Santos em seu Linkedin.

fohacker

Author fohacker

More posts by fohacker

Leave a Reply

en_USEN
pt_BRPT en_USEN