Com atuação em Melbourne desde 2018, a companhia de energy intelligence apresenta seu projeto de microgrid para fazer o Queen Victoria Market entrar no século 21

MELBOURNE As 300 maiores e mais inovadoras empresas do setor de energia elétrica do mundo estão reunidas em Melbourne (Austrália) nesta semana para participar da conferência e exposição Power and Utilities Australia. Entre elas, apenas uma brasileira, a Fohat, empresa de energy intelligence que vai apresentar seu projeto de implementação de uma microgrid para tornar o Queen Victoria Market autossuficiente na geração e consumo de energia para a refrigeração do histórico mercado.

Principal evento energético da Austrália, o Power And Utilities vai discutir os desafios e as estratégias para se fornecer energia confiável, acessível e sustentável no país. Referência no setor energético por desenvolver soluções que viabilizam o mercado livre de energia limpa, a Fohat é a primeira e única companhia da América Latina a usar blockchain em soluções para o setor energético, atuando nas pontas de geração e acumulação, consumo e comercialização de energia.

O case da Fohat será apresentado na conferência pelo CEO e fundador da empresa, Igor Ferreira, pelo Head de Vendas e Marketing, Renan Schepanski, e o pelo Head de Desenvolvimento Global e responsável pelo escritório em Melbourne, Douglas Ferreira.

O projeto da empresa brasileira vai retirar o Queen Victoria Market (maior mercado ao ar livre no Hemisfério Sul) de um estágio muito defasado e estruturá-lo para a demanda do século 21 naquela importante região de Melbourne. A Fohat prevê a instalação de uma solução de energy intelligence (EI) que resultará em autossuficiência energética e uso racional do excedente. Esta, por sua vez, poderá ser usada para otimizar o próprio sistema de consumo ou, até mesmo, ser utilizada para os próprios comerciantes do estabelecimento.

A equipe, liderada por Douglas, acaba de entregar a última etapa da solução de EI que engloba avaliação do impacto cultural, histórico e projeção de consumo e um profundo estudo de viabilidade técnica e comercial. Além disso, está incluso o design de um novo sistema de geração de energia, por meio de painéis solares integrados a um sistema de armazenamento de energia em um banco de baterias, com capacidade de produção de excedentes que poderão ser consumidos pelos próprios comerciantes do mercado ou direcionados para a rede de distribuição da cidade.

“Nosso estudo preliminar mostrou que a microgrid pode reduzir de 44% a 64% o consumo de energia do sistema de refrigeração que hoje é o sistema que mais consume energia no mercado. Dimensionamos o sistema do mercado para gerar até 2.4 GWh de energia”, revela Douglas Ferreira.

Fundada em 2017, a Fohat escolheu estrategicamente o mercado australiano para desenvolver novas soluções para o setor energético. “Quando falamos em mercado livre de energia, a Austrália é um dos cenários mais maduros do mundo. As soluções que criarmos aqui certamente servirão para outros países”, explica o responsável pelo escritório em Melbourne. O case da Fohat para o Queen Victoria Market será apresentado nesta quarta-feira (14), às 12h30, dentro da programação da Power and Utilities. A empresa brasileira participa do evento dentro da área de exposição da Startupbootcamp, uma das investidoras da companhia.

Sobre a Fohat | Fundada em 2017, a Fohat (www.fohat.co) é uma companhia brasileira de energy intelligence com soluções de inovação para o setor energético, que viabiliza o mercado livre de energia gerando benefícios para o planeta, pessoas e organizações com crescimento inclusivo, inclusão social, bem-estar e desenvolvimento sustentável (social, ambiental e econômico), em alinhamento integral e prático ao mercado 3D ́s (descarbonização, descentralização e digitalização). Atua nas pontas de geração e acumulação (com gestão e despacho de energia de ativos de geração distribuída), comercialização e consumo de energia. É referência de mercado no setor de energia, e é primeira e única companhia da América Latina a aplicar a tecnologia blockchain no setor de energia. Tem papel de destaque no marco global energético, ocorrido em junho de 2019, com o lançamento do Energy Web Chain (EWC), como signatária da Energy Web Foundation, maior instituição internacional do setor.

Comente!

pt_BRPT
en_USEN pt_BRPT